As flores de luto expressam os seus sentimentos. A morte é um dos momentos em que não são permitidos erros de mau-gosto ou falta de atenção. Um período de dor, mas também de recolhimento e dignidade em que a pessoa falecida é honrada, o luto exige que seja enviada aos entes próximos de quem faleceu a mensagem adequada.
No entanto, nem sempre é fácil escolher flores de luto e discernir quais as flores mais adequadas à mensagem que se deseja enviar. As circunstâncias da morte, mas também a personalidade do defunto ou da defunta e as crenças da sua família, são alguns dos elementos essenciais a levar em conta na escolha de um arranjo floral de condolências.
A Interflora sugere alguns conselhos sobre como selecionar as flores adequadas para um velório, funeral ou para assinalar uma morte.

A relação com o defunto ou defunta é sem dúvida o fator mais importante na escolha das flores a enviar para os parentes de quem faleceu ou para florir a sepultura. É importante não cometer erros, satisfazer os últimos desejos do defunto ou defunta, e considerar harmoniosamente os arranjos fúnebres desejados pelos familiares. Podem ser distinguidas três circunstâncias principais .

Flores de acordo com a relação com o falecido ou falecida

Se o defunto ou defunta era colega de trabalho, pertencente a uma associação ou sindicato, ou parente próximo de um amigo ou amiga dos seus filhos, é importante demonstrar atenção sem expressar uma familiaridade inadequada. Nestes cenários coletivos, é habitual enviar aos enlutados uma composição floral comum. É o caso das coroas funerárias, cruzes e outras composições funerárias especialmente criadas para velórios e funerais. Também é importante favorecer a sobriedade ou mesmo alguma neutralidade. É possível colocar uma faixa no arranjo floral funerário expressando sentimentos coletivos.

Se o defunto ou defunta mantinha uma relação de amizade, deve ser considerado o grau de proximidade. Um melhor amigo ou um amigo de longa data, como um amigo de infância, pode permitir-se a expressões de sentimentos que são desaconselhadas a um amigo mais distante como, por exemplo, escolher as flores preferidas do defunto ou defunta, mesmo que sejam excêntricas ou inadequadas às circunstâncias, mas que exprimem uma história partilhada muito longa e um tributo muito comovente.

Cravos de luto

Finalmente, um familiar pode escolher algumas flores que não escolheria para uma pessoa menos íntima. As rosas vermelhas, por exemplo, são um privilégio entre os cônjuges para expressar um amor intenso. Do mesmo modo, flores como lírios, orquídeas e cravos expressam uma proximidade e intimidade com quem faleceu que é normalmente reservada aos familiares ou amigos muito próximos.

Flores de acordo com a idade de quem faleceu

A idade do defunto ou defunta deve ser levada em conta na escolha do arranjo floral de condolências para um velório ou funeral. Alguns casos requerem ainda mais cuidado e atenção como, por exemplo, o caso das crianças que partem demasiado cedo. É costume homenagear a sua pureza e inocência escolhendo flores brancas como os lírios brancos ou as rosas brancas. Os cravos brancos homenageiam as mães que partem. As cores claras expressam um sentido de deferência e respeito pelos mais velhos como um avô ou avó que parte.

Deve ser levado em conta que as flores de luto nem sempre são flores de condolências para um velório ou funeral. Estas flores também podem representar uma relação profunda com quem faleceu, um «luto» vivido mesmo após o funeral e as exéquias. É comum quando o defunto ou defunta é jovem, os parentes florirem a sepultura mais vezes e por mais tempo. O tipo de ornamentação e manutenção das flores na sepultura, em floreiras ou na terra, deve ser considerado. Como cuidar de flores numa sepultura? Neste artigo, a Interflora explica quais são as flores mais adequadas para uma sepultura, indica alguns conselhos sobre a manutenção e ainda algumas alternativas de fácil manutenção: plantas artificiais, perenes…

Coroa de flores rosadas de luto - Interflora

Os tradicionais crisântemos e cravos são frequentemente preferidos no Dia de Todos os Santos. Na estação de outono a urze e os cíclames ornamentam as sepulturas. Levar em conta as estações do ano é essencial para manter mais facilmente a sepultura florida durante todo o ano e durante muito tempo. Os amores-perfeitos podem resistir ao frio do inverno e a dipladénia ou mandevila é recomendada para o calor do verão assim como a lavanda e a gaura.

Quando as flores não são recomendadas

Em algumas religiões, as flores não são bem-vindas em momentos de luto como, por exemplo, as religiões judaica e muçulmana. Na religião judaica, a sepultura não é ornamentada com flores, mas com pequenas pedras colocadas pelos familiares, simbolizando um longo período de luto. Na religião muçulmana, é mais comum contribuir financeiramente para apoiar a família enlutada e pagar o funeral, além de partilhar comida durante vários dias após a morte. Porém, cada vez mais, a grande celebração islâmica do Eid proporciona uma oportunidade para ornamentar as sepulturas de entes queridos. Nas culturas asiáticas, devem ser evitadas flores vermelhas, como as peónias vermelhas ou rosadas, que simbolizam a boa sorte e a prosperidade.

Também se deve prestar atenção ao tipo de exéquias: cremação ou inumação. O número de pessoas cremadas está a aumentar todos os anos. Nas religiões do Norte da Europa, principalmente no protestantismo, é mesmo a forma mais comum de exéquias. As flores podem, portanto, não ser pertinentes se, por exemplo, o corpo do defunto ou defunta for cremado e as cinzas espalhadas. No entanto, é por vezes possível ornamentar com flores ou plantas o jardim da saudade ou o columbário, que cada vez mais cemitérios estão a disponibilizar.

É essencial respeitar escrupulosamente os últimos desejos do defunto ou defunta e dos seus familiares. Se uma participação refere claramente «sem flores ou coroas», pode ser mal interpretado se não for respeitado. Da mesma forma, algumas pessoas indicam antes da sua morte que gostariam de uma contribuição financeira a favor de uma causa próxima em substituição do envio de flores.

Dejar una respuesta