Os mitos e lendas da Rosa, a Flor do Amor, remontam a tempos imemoriais. Em Portugal, a Lenda das Rosas da Rainha Santa Isabel é uma das lendas mais conhecidas. Flor venerada por muitas culturas, fonte de inspiração para pintores, escultores, poetas, escritores, músicos e outros artistas, símbolo do Amor na Arte e na Vida, as rosas são protagonistas de muitos mitos, lendas e outras histórias da literatura e da sabedoria popular. Descubra com a Interflora a simbologia da rosa.

Canção de Amor dès 44.99 €
Amor dès 69.99 €
Doçura dès 54.99 €
Atenea dès 29.99 €

As Rosas dos deuses e dos santos

Flor mitológica

Afrodite, a deusa grega do Amor, nasceu da espuma branca do mar e por onde passava nasciam rosas brancas puras e inocentes que transformou em rosas vermelhas ao picar-se nos espinhos quando Adónis, o seu amante, foi ferido de morte.

Na mitologia romana, Flora, deusa da primavera e das flores, pediu a outros deuses para transformar em flor uma das suas ninfas que morrera. Febo deu a vida, Baco o néctar e Pomona o fruto. Para afugentar as abelhas que ali pairavam, Cupido acertou-lhes com uma seta, convertendo-as em espinhos. E foi assim que os deuses criaram a rosa.

Cupido, deus do Amor, filho de Vénus, deusa da Beleza e de Marte, deus da Guerra apaixonou-se pela beleza de Psique. O amor entre mortais e deuses era proibido, e Cupido acabou por abandonar Psique. Para reconquistar Cupido, Psique aceitou um último desafio de Vénus, mas não resistiu à tentação e caiu num sono mortífero. Júpiter, rei dos deuses, imortalizou-a e para celebrar o triunfo do Amor, encheu a Terra de rosas.

A Rosa do Paraíso

No Éden, Eva, encantada pelo seu perfume e beleza, inclinou-se para beijar uma flor. A flor ruborizou tanto que deu origem à primeira rosa vermelha.

Virgem Maria, a Rosa sem espinhos

Na cultura cristã, a rosa branca simboliza a Virgem Maria na sua pureza, beleza e perfeição. As rosáceas das catedrais góticas foram dedicadas a Maria representando o feminino em oposição à cruz. Originalmente, os rosários eram feitos com pétalas de rosa. Segundo a devoção católica, o rosário é uma coroa de rosas oferecida a Nossa Senhora.

A Rosa Sangue

No Cristinismo, a rosa vermelha é o símbolo da ressurreição, em que o vermelho é o sangue, e os espinhos são o sacrifício de Jesus Cristo e dos seus mártires. No Islão, a rosa vermelha simboliza o sangue do Profeta e dos seus filhos.

As Rosas de Santa Teresinha

Para Santa Teresinha mesmo as coisas mais pequenas, mais singelas e mais simples encerravam em si a perfeição. As rosas de Santa Teresinha são rosas iguais às outras, na sua perfeição e beleza, mas são pequeninas. Antes de morrer, Santa Teresinha terá feito uma promessa. «Farei cair uma chuva de rosas sobre o mundo!»

Lenda santa e romaria minhota de Portugal

A Lenda das Rosas da Rainha Santa Isabel

Reza a lenda que Isabel de Aragão e rainha de Portugal era conhecida por ajudar os mais pobres às escondidas do marido, o rei Dom Dinis. Um dia, a Rainha Santa saiu à rua com o regaço cheio de pão para dar aos mais pobres. Dom Dinis encontrou-a e perguntou-lhe o que levava no regaço. «São rosas, Senhor, são rosas!» Mas no inverno não havia rosas. «Como vos atreveis a mentir, Senhora? Rosas em janeiro!» A rainha abriu o regaço para mostrar o que levava escondido e dele caíram belas rosas perfumadas!

A Festa das Rosas em Viana do Castelo

A Festa das Rosas, classificada património cultural imaterial, que se realiza desde 1620 na freguesia de Vila Franca, na margem esquerda do rio Lima, em Viana do Castelo, decorre em maio e abre o ciclo anual de romarias do Alto Minho. Associada a festivais milenares de invocação da primavera e do renascer do ciclo anual da vida, a romaria é conhecida pelos cestos floridos, criados com milhares de pétalas de flores. Os cestos, que chegam a pesar mais de 50 quilogramas, são transportados na cabeça por jovens mordomas batizadas em Vila Franca, que completam 19 anos em maio, numa demonstração de orgulho e fé. É a mordoma que escolhe os motivos do cesto florido que vai oferecer a Nossa Senhora do Rosário.

Canção de Amor dès 44.99 €
Amor dès 69.99 €
Doçura dès 54.99 €
Atenea dès 29.99 €

Outras histórias da literatura

Romeu e Julieta

Na tragédia «Romeu e Julieta», de William Shakespeare, dramaturgo e poeta inglês, os Montéquio e os Capuleto, duas importantes famílias de Verona, não aceitam a união dos seus filhos. Romeu e Julieta vivem um romance intenso e dramático em que os amantes morrem a defender o seu amor proibido. «Por que não escolhes outro nome? A rosa não deixaria de ser uma rosa, nem deixaria de espalhar o seu perfume, mesmo que fosse chamada por outro nome.»

A Bela e o Monstro

A rosa vermelha no conto de fadas «A Bela e a Monstro» representa o tempo que o Monstro tem para quebrar o feitiço que foi lançado sobre ele e o seu castelo. Para voltar à forma humana, teria de encontrar um Amor verdadeiro antes de cair a última pétala da rosa.

O Principezinho

Em «O Principezinho», obra literária de Antoine de Saint-Exupéry, um piloto é forçado a aterrar de emergência no deserto, onde encontra um rapazinho, que se revela ser um príncipe. O Principezinho, vindo de um asteroide conhecido por B612, que teria apenas uma rosa vermelha e três vulcões, sendo um deles inativo, conta as suas aventuras e fala da rara e preciosa rosa vermelha. A Rosa teria uma atitude melodramática e orgulhosa e simultaneamente convencida e ingénua. Este comportamento contraditório levaria o Principezinho a deixar a sua querida e amada Rosa para viajar pelo Universo. Inicialmente desiludido por descobrir que na Terra as rosas são bastante comuns e afinal a sua Rosa não era única no Universo descobre com a Raposa que «Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos. […] Foi o tempo que dedicaste à tua rosa que tornou a tua rosa tão importante.»

Terminamos esta breve viagem pelos mitos e lendas da Rosa com um dos nossos ramos mais especiais para celebrar o Amor no Dia dos Namorados.

Delícia, um impressionante e inesquecível ramo de 60 rosas em vários tons. Uma lenda no seu Amor.

Ramo Delicia
Delícia
Canção de Amor dès 44.99 €
Amor dès 69.99 €
Doçura dès 54.99 €
Atenea dès 29.99 €

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Scroll to Top