Uma das tarefas mais importantes quando cuidamos das nossas plantas de interior é o controlo de pragas. Manchas de bolor, folhas amareladas ou buracos são alguns sinais de enfraquecimento que mostram plantas doentes. A maioria deles pode ser facilmente combatida se os detetarmos e agirmos rapidamente. Para que não tenha um desgosto, na Interflora falamos-lhe das pragas mais comuns e de como reconhecê-las, juntamente com alguns remédios fáceis de aplicar para manter as suas plantas de interior saudáveis e fortes durante todo o ano.

Quais são as pragas mais comuns em plantas de interior?

Existem diferentes tipos de pragas que podem aparecer dependendo das condições climáticas, da estação do ano ou do local onde as plantas são colocadas. Aqui explicamos quais são as pragas mais comuns em plantas de interior.

Pulgão

É um pequeno inseto verde ou preto bastante fácil de detetar, que se prende ao dorso das folhas e nas zonas mais tenras da planta. Os pulgões alimentam-se da seiva, o que afeta o crescimento da planta causando descoloração e deformação das folhas ou novos rebentos.

Mosca branca

É uma das pragas mais difíceis de combater, devido ao número de larvas que produz durante o seu ciclo de vida, que dura de 10 a 30 dias, pelo que é muito importante detetá-la a tempo. Está localizado na parte inferior das folhas onde deposita os seus minúsculos ovos. Tal como o pulgão, ele extrai a seiva murchando a planta. Além disso, deixa para trás uma substância viscosa sobre a qual aparece um fungo chamado bolor negro. A humidade elevada é a principal causa do seu aparecimento.

Cochonilha-algodão

Pequeno em tamanho e coberto com uma penugem branca, este é um inseto que ataca uma grande variedade de plantas em áreas de clima seco. Fixa-se à parte inferior das folhas e aos rebentos tenros de plantas enfraquecidas, sugando a sua seiva. Tal como a mosca branca, produzem um material pegajoso que favorece a proliferação do fungo preto. As folhas das plantas ficam deformadas e ficam amarelas.

Aranha vermelha

Ácaro de cor avermelhada que pode ser facilmente detetado por causa da teia que tece à volta das folhas. As principais causas do seu aparecimento são as altas temperaturas e um ambiente seco, pelo que o interior das casas é um local ideal para a sua proliferação. Tal como os insetos anteriores, está localizado na parte inferior das folhas e alimenta-se da seiva da planta. Os sintomas mais comuns sofridos pelas plantas são manchas descoloradas ou manchas amarelas nas folhas, que acabam por cair.

4 remédios para combater as pragas em plantas de interior

É possível erradicar as pragas nas suas plantas de casa desde que as detete cedo e aja rapidamente. Os inseticidas específicos para cada tipo de praga que se podem encontrar em lojas especializadas são uma solução fácil e eficaz. Contudo, existem também remédios caseiros totalmente ecológicos e fáceis de aplicar, que se podem fazer com ingredientes que se têm em casa.

  • Plantas aromáticas. Um dos métodos mais comuns utilizados pelos peritos em jardinagem é plantar ou colocar plantas que repelem naturalmente os insetos ao lado das que estão doentes. Entre os mais eficazes estão a lavanda, o rosmaninho, alecrim, menta, tomilho ou coentros. Também pode fazer uma infusão com eles e usar um spray para pulverizar o resultado sobre as plantas. 
  • Água com sabão. Muito eficaz contra pulgões e cochonilhas, basta diluir uma colher de sopa de sabão líquido num litro de água e pulverizar na planta. Depois lavar as folhas para eliminar os insetos e repetir o processo até ao seu desaparecimento completo.
  • Alho e cebola. Esmague uma cabeça de alho e meia cebola em dois copos de água, coloque-a num pulverizador e terá um repelente natural e eficaz, especialmente contra os pulgões. 
  • Cascas de limão, laranja e outros citrinos. Um remédio ideal para matar pulgões, cochonilhas e moscas brancas, fazer uma infusão com a pele da fruta e deixá-la de repousar durante pelo menos 24 horas. Pode-se adicionar um pouco de sabão líquido à mistura final para aumentar a sua eficácia. Pulverize as suas plantas duas vezes por semana e já está.

Conselho extra: Conhecer as necessidades de cada variedade e controlar a frequência da rega é um passo importante para evitar as pragas. Verifique a parte inferior das folhas cada vez que regar as suas plantas de casa e retire suavemente o pó acumulado para as ajudar a respirar. 

Dejar una respuesta