Em muitas casas a árvore de Natal é a parte mais importante da decoração de Natal. Muitos decidem por um modelo artificial, já que é uma opção confortável e económica que pode ser reutilizada ano após ano. Outras famílias optam por uma árvore de Natal natural, mesmo que isso signifique a realização de uma manutenção específica. Da Interflora queremos assegurar-lhe que, com um pouco de dedicação, poderá acentuar a atmosfera festiva enquanto desfruta das luzes, dos ornamentos, do aroma fresco e do verde intenso de uma árvore de Natal natural.

Veja nossas dicas para escolhê-la e também para a decoração da sua árvore de natal:

Como selecionar a sua árvore de Natal natural

Existem duas variedades principais de coníferas vendidas no Natal: Picea e Abies. Duas das espécies mais comuns são a Abies excelsa, que é cultivada exclusivamente para uso durante estas datas, juntamente com a Abies normanniana, popular pela sua abundante folhagem. O abeto azul ou Picea pungens glauca é uma espécie que normalmente vem enraizada num vaso, pelo que oferece a possibilidade de ser transplantada após as férias. Para escolher a árvore de Natal perfeita, considere estes dois fatores:

  • Aspeto: Para obter um pinheiro saudável, certifique-se de que os seus ramos estão direitos e não caem. Além disso, a cor das agulhas das árvores deve ser um verde intenso sem pontas murchas ou amareladas. Outra chave para o sucesso é o seu característico aroma fresco; conhecê-lo-á assim que o cheirar.

  • Tamanho do vaso: se escolher uma árvore de Natal com raízes, certifique-se de que o recipiente é suficientemente grande para garantir a sua saúde, e assim conseguir cuidar da planta corretamente.

Cuidados de um pinheiro ou abeto de Natal natural no interior

Uma vez encontrada a árvore de Natal natural com que sempre sonhou, é altura de a colocar num local privilegiado dentro da sua casa e protegê-la com cuidados específicos para a manter sã e salva durante a época festiva e para além delas. Veja como cuidar e manter o pinheiro de natal:

  • Localização. Um dos aspetos mais importantes para garantir o bem-estar do nosso abeto natural é mantê-lo afastado de fontes de calor tais como radiadores ou lareiras. As altas temperaturas e um ambiente seco provocarão a queda das agulhas.
  • Ventilação e luminosidade. Sendo uma boa árvore de inverno, necessita de boa ventilação e luz natural, por isso colocá-la perto das janelas da casa será a decisão mais adequada.
  • Irrigação e humidade. A hora da rega será indicada pela terra seca. Dependendo do local onde é colocado e da humidade ambiental, será de 2 a 3 dias por semana. O mais importante é prestar atenção às raízes: elas precisam de um solo bem drenado para evitar o encharcamento. Lembre-se de pulverizar os ramos com água de vez em quando: a sua árvore agradecer-lhe-á.

  • Poda. O momento certo para preocupar-se com a poda do seu pinheiro ou abeto é durante o outono. Porém, a poda deve ser muito delicada, e feita somente quando a planta tiver sido transplantada em um jardim externo.
  • Adornos. É normal que queiramos árvores de natal originais. Porém, não se esqueça que está à frente de um ser vivo, por isso tem de ter cuidado para não danificar os ramos ou prejudicar o crescimento do pinheiro ou abeto com o excesso de enfeites. Portanto, recomendamos uma simples ornamentação e a utilização de luzes LED ou qualquer outro tipo de iluminação que não liberte calor para decorar. A majestade da própria árvore juntamente com uma decoração de Natal que segue a regra de «menos é mais» será suficiente para desfrutar da sua magia em casa.

Qual a diferença entre abeto e pinheiro?

As duas plantas são facilmente confundidas. Ambas pertencem ao grupo das coníferas e igualmente à família Pinaceae. Porém, os abetos são catalogados como árvores, enquanto que os pinheiros podem tanto ser árvores como arbustos. A diferença pode ser notada nas folhas: os abetos têm folhas na forma de agulhas e têm um formato triangular alto. Já os pinheiros têm copas abertas e arredondadas.

O que fazer com a árvore de Natal depois do período festivo?

Depois do Natal, é tempo de pensar sobre o que fazer com nossos pinheiros ou abetos. A última coisa que queremos é que a planta seja desperdiçada e acabe no contentor do lixo. Felizmente, existem opções que podem evitar semelhante resultado e, assim, preservar o pinheiro de natal.

A solução ideal é transplantar o pinheiro ou abeto para o solo se tiver um jardim, tendo em conta que necessita de uma boa drenagem e uma certa profundidade para que a raiz penetre e seu crescimento seja ótimo. No caso de não ter um espaço para o transplante, porque não dá-lo a alguém que tenha um terreno ou jardim? Pode ser um presente ideal para os amantes da natureza.

Outra alternativa é levá-la a centros especializados que se ocupam de recuperar a sua árvore de Natal ou reciclá-la em adubo. Verifique também se a sua Câmara Municipal oferece um serviço público de recolha de árvores após as férias. Qualquer que seja a sua decisão, lembre-se que existem soluções sustentáveis e amigas do ambiente para prolongar a vida da sua planta, ou melhor, árvore de natal natural.

Dejar una respuesta